“Estudo evidencia limitações da cirurgia do pé boto na correcção da marcha em crianças” – notícia Agência Lusa

25-01-2017
Estudo desenvolvido pelo INEGI/ LABIOMEP – Laboratório de Biomecânica do Porto, em colaboração com o Instituto Politécnico de Bragança e a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto revela que a cirurgia corretiva do pé boto, uma deformidade congénita que afeta recém-nascidos, pode causar uma transferência de carga para o pé contra lateral, alterando a sua marcha.

Em declarações à Agência Lusa, Andreia Flores, investigadora do INEGI, refere que “até há pouco tempo pensava-se que o pé contra lateral [oposto ao operado] tinha um comportamento de membro saudável”, tendo este trabalho demonstrado que as crianças submetidas a tratamentos cirúrgicos desenvolveram uma estratégia de marcha “singular para compensação do membro patológico”.

Clique AQUI para consultar o artigo completo.

INEGI
Universidade do Porto
CONTACTOS E LOCALIZAÇÃO
Linkedin Facebook Youtube Twitter
© INEGI 2011 | Política de Privacidade | Ver mapa do Site